Secretaria Municipal de Assistência Social dá início a mapeamento da população em situação de rua - Ecoo

Secretaria Municipal de Assistência Social dá início a mapeamento da população em situação de rua

0 8

Secretária Laura Carneiro conversa com moradores do Centro e Zona Sul e distribui máscaras, em ação integrada com outros órgãos da Prefeitura

A Secretaria Municipal de Assistência Social do Rio de Janeiro deu início hoje a uma ação integrada de acolhimento e mapeamento da população em situação de rua. A secretária Laura Carneiro conversou com essa população, muito vulnerável em função também da pandemia de covid-19, para conhecer suas necessidades e providenciar a solução dos problemas mais urgentes, como a obtenção de documentos e de objetos de higiene pessoal. Máscaras foram distribuídas para aqueles que não tinham.

A ação teve início por bairros do Centro da Cidade e da Zona Sul, os que mais concentram essa parcela da população, mas continuará ao longo dos próximos 15 dias por toda a cidade. “Vamos mapear a situação real das ruas para aperfeiçoar as políticas públicas voltadas para essa população”, disse Laura, acompanhada por técnicos de outros órgãos municipais envolvidos no enfrentamento à covid-19. “A ideia é implementar um fluxo integrado entre diferentes serviços e órgãos para que os que precisam tenham acesso à rede e aos benefícios assistenciais”.

A situação dos abrigos, item mais criticado pela população em situação de rua, é prioridade da Secretaria: “Estamos trabalhando para transformar os abrigos em locais realmente acolhedores”, afirmou Laura Carneiro, acrescentando que as principais metas do órgão são a reinserção e a inclusão das populações vulneráveis, conforme prevê a legislação da Política Nacional de Assistência Social.

Além da ação que teve início nesta manhã, e que terá continuidade pelos próximos 15 dias, a Secretaria vem, desde o dia 1 de janeiro, atendendo também as pessoas abrigadas em estações de BRT. Até a tarde desta segunda-feira (4) foram realizados 186 atendimentos, 39 acolhimentos e 88 encaminhamentos para centros; e distribuídos 154 kits de lanche, 131 águas e 156 máscaras.

Junto com essas ações, a Secretaria também está trabalhando na implementação de novos programas e projetos, como o de inclusão de adolescentes no mundo digital; para adolescentes-adultos (18 a 25 anos); e para crianças e adolescentes. “Essa é a nossa missão, e a gente espera contar com o empresariado, a sociedade civil organizada e com toda a sociedade carioca na condução dessa nova política de desenvolvimento social”, concluiu.

 

Imagem de destaque de Myriams-Fotos por Pixabay

#Envolverde

apoie



Fonte

Deixar uma resposta