Sarampo volta com força à Europa, alerta a OMS - Ecoo

Sarampo volta com força à Europa, alerta a OMS

0 8

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta quinta-feira, 29, que o sarampo voltou à Europa com força, atingindo particularmente o Reino Unido, a Grécia, a República Tcheca e a Albânia, nos quais a doença era considerada erradicada.

De acordo com um balanço da OMS, foram registrados 89.994 casos em 48 países europeus nos primeiros seis meses de 2019, mais que o dobro em relação ao mesmo período de 2018, que registrou 44.175 casos.

mulher com uma criança com manchas no colo

Crédito: South_agency/istockO retorno do sarampo fez 4 países perderem o status de “erradicação total” da doença

De acordo com Günter Pfaff, presidente da Comissão Regional de Verificação da Eliminação do Sarampo e da Rubéola, a volta do sarampo é preocupante. “Sem garantir e manter uma cobertura imunológica maciça entre as populações, crianças e adultos sofrerão inutilmente e alguns morrerão”, advertiu.

A diretora do Departamento de Vacinação da OMS, Kate O’Brien, disse que isso serve de alerta para o mundo todo.
“Não basta ter uma cobertura nacional elevada, é preciso levá-la para toda comunidade, toda família”, afirmou.

Transmissão do sarampo

O vírus causador do sarampo é facilmente transmitido de um indivíduo para outro através das vias respiratórias. Portanto, basta um espirro, uma tosse ou um beijo para que ele seja propagado.

O sarampo é um doença grave que pode matar quando não tratada. A única forma segura de prevenção é se vacinando.

Vacinação no Brasil

Em todo o território nacional, o Ministério da Saúde está vacinando, de maneira preventiva, bebês com idade entre 6 meses a menores de 12 meses. É a chamada dose zero, a estratégia tem como objetivo antecipar a proteção dessa população, considerada mais vulnerável a óbitos.

A dose extra da vacina não deve interferir na rotina prevista no Calendário Nacional de Vacinação. Todas as crianças do país devem continuar seguindo a orientação de tomar a tríplice viral (D1) aos 12 meses de idade (1ª dose); e aos 15 meses (2ªdose), tomar a vacina tetra viral ou a tríplice viral + varicela.

uma mão segurando um vidro de vacina contra sarampo

Crédito: Marcelo Camargo/Agência BrasilVacinação é a única forma de prevenir o sarampo

Bloqueio vacinal

Além de vacinar as crianças na faixa etária prioritária, o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde, também orienta aos estados e municípios a realizarem o chamado bloqueio vacinal. Ou seja, quando identificado um caso da doença em alguma localidade, é preciso vacinar todas as pessoas que tiveram ou tem contato com aquele caso suspeito.



Fonte

Deixar uma resposta