O capitalismo com propósito da BlackRock já dá resultado? - Ecoo

O capitalismo com propósito da BlackRock já dá resultado?

0 22
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-8192361229001083", enable_page_level_ads: true });

Maior gestora de ativos do mundo, a BlackRock divulga nesta sexta os resultados do segundo trimestre de 2020. A expectativa do mercado é de uma recuperação em relação ao início do ano. Já afetada pelo avanço da pandemia, o valor dos ativos na carteira ficou em 6,4 trilhões de dólares, algo como 10% menos do que valiam no quarto trimestre de 2019.

Uma parte do otimismo reflete o bom desempenho da bolsa americana, que subiu 20% no segundo trimestre. Também conta a favor da BlackRock o empenho da gestora em abraçar o capitalismo de stakeholder, modelo de gestão de empresas que coloca o impacto gerado pelas companhias à frente do lucro. Nesse novo capitalismo, o lucro é o resultado de boas práticas ambientais ou de relacionamento com os diferentes públicos de um negócio, como funcionários, fornecedores e acionistas. É o chamado capitalismo com “propósito”.

Em janeiro, numa mensagem enviada a CEOs mundo afora, o americano Larry Fink, presidente global da BlackRock, fez compromissos importantes, como o de desinvestir em setores intensivos em carbono, a exemplo da indústria de carvão térmico.



Fonte

Deixar uma resposta