Médico alerta que próxima epidemia está à caminho em fala à GloboNews - Ecoo

Médico alerta que próxima epidemia está à caminho em fala à GloboNews

0 6
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({ google_ad_client: "ca-pub-8192361229001083", enable_page_level_ads: true });

Já diz o ditado que prevenir é melhor que remediar. Neste momento, o mundo inteiro está atrás de um remédio para a covid-19. Mas devemos estar atentos também à possibilidade de uma próxima epidemia, ou pandemia. Como prevenção contra essa ameaça, o caminho é cuidar da Amazônia.

O médico foi categórico ao prever a próxima epidemia

Crédito: Reprodução/YoutubeO médico foi categórico ao prever a próxima epidemia

Esse é o alerta que o médico sanitarista e ex-presidente da Anvisa Gonçalo Vecina fez em entrevista à GloboNews nesta quarta, 5.

“Nós estamos agredindo a Amazônia. Na Amazônia, tem uma quantidade de vírus imensa. A próxima epidemia, com o nível de agressão que nós estamos fazendo ao meio ambiente, já está a caminho”, sentenciou Vecina.

E destacou a urgência de tomar providências: “Nós temos que estar cuidando disso desde agora”, disse. “E cuidar disso significa identificar esses agentes o mais cedo possível e desenvolver remédios e vacinas o mais cedo possível.”

Assim, em sua opinião, a saída é “investimento em ciência continuamente – ciência básica e ciência aplicada”.

“Espero que os nossos próximos governantes – porque desse já não falo mais – tenham essa consciência e façam esse investimento, para que nós estejamos preparados para a próxima crise, que virá”, afirmou.

E, ao falar sobre a prevenção contra uma próxima epidemia, Vecina ainda citou um exemplo bem real sobre o perigo que nós todos estamos correndo com a destruição da Amazônia.

O médico citou o vírus sabiá, “um vírus mortal terrível”, causador da febre hemorrágica brasileira, doença de alta letalidade e rara – mas que já reapareceu no Brasil em janeiro, em São Paulo, depois de andar desaparecida por 20 anos.

Gonçalo Vecina se pronunciou depois que o ministro que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, recuou da proposta de reduzir a meta de preservação da Amazônia.


Fonte

Deixar uma resposta