Idoso com depressão chora ao ganhar calopsita e emociona internet - Ecoo

Idoso com depressão chora ao ganhar calopsita e emociona internet

0 8

A foto de um idoso agarrado a uma calopsita voltou a circular nas redes sociais e emocionar a internet. O senhor que aparece na imagem é Alvimar, de 72 anos, que sofre de depressão. O pássaro foi um presente da neta para o avô.

“Minha vó não deixa ele ter um cachorro, então, hj (sic) eu dei um passarinho para ele e acho que a foto fala por si só”, escreveu a jovem Isabela Ribeiro, de 17 anos.

idoso abraçando a calopsita

Crédito: reprodução/TwitterReação de vovó ao ganhar calopsita emocionou a família

Após publicar a foto da reação do avô no Twitter, não demorou nada para que os internautas começassem a enviar uma enxurrada de mensagens positivas para Alvimar.

Ao ver os recados, Isabela mostrou o conteúdo para o avô que, segundo ela, ficou surpreso. “Ele ficou extremamente feliz em saber que as pessoas estão felizes com a felicidade dele”, postou.

“Agradeço as palavras de amor que vocês enviaram ao meu avô, é muito raro nos dias atuais a empatia e a compaixão pelos seres humanos, muito obrigada mesmo”.

O post com a foto do Sr.  Alvimar foi feito em 8 de junho e teve mais 95 mil curtidas e mais de 26 mil compartilhamentos até agora.

Depressão

A depressão é considerada a doença do século, atingindo aproximadamente 350 milhões de pessoas em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os sintomas da depressão nem sempre são tão óbvios quanto o choro frequente e o desespero. Muitas vezes as mudanças são sutis, mas capazes de atrapalhar o dia a dia da pessoa e trazer sofrimento.

Animais ajudam na depressão

Inúmeros estudos apontam os benefícios que os animais de estimação podem trazer para quem sofre de depressão ou ansiedade.

De acordo com psiquiatras da Clínica Médico-Psiquiátrica da Ordem, de Portugal, adotar um pet pode amenizar as dores de pacientes com tipos graves de depressões que não respondem aos tratamentos médicos convencionais.

Uma das razões que podem explicar os efeitos positivos é que os animais de estimação se forçam a neutralizar um dos principais sintomas da depressão, a anedonia. “A anedonia é a incapacidade de experimentar prazer encontrado em atividades normalmente agradáveis, como exercícios físicos, hobbies e interações sociais”, explica o artigo publicado no Journal of Psychiatric Research.



Fonte

Deixar uma resposta