A barbrie no pode ser tolerada - Ecoo

A barbrie no pode ser tolerada

0 5

Flagrante de carregamento de madeira sendo retirada ilegalmente por invasores da Terra Indgena Karipuna Chico Batata / Greenpeace

POR – DANICLEY AGUIAR (GREENPEACE) / NEO MONDO

http://www.neomondo.org.br/

 

Terra Indgena Karipuna, uma das mais ameaadas da Amaznia inclusive pelo fogo que consome o seu entorno hoje -, um caso emblemtico da necessidade de atuao do Estado brasileiro para coibir o crime ambiental organizado, que se intensifica na regio

Denunciadas pelo Ministrio Pblico Federal de Rondnia (MPF-RO), neste ms de agosto, nove pessoas e duas empresas devem responder por organizao criminosa, estelionato, invaso para ocupao de terras da Unio, desmatamento sem autorizao e lavagem de dinheiro. Todos estes crimes esto vinculados crescente invaso e destruio da Terra Indgena (TI) Karipuna. A denncia o resultado de umelaborado processo de investigaoconduzido pela Polcia Federal (PF) e pelo Ministrio Pblico Federal (MPF), e um marco importante na luta para salvar uma das terras indgenas mais ameaadas da Amaznia.

E a TI Karipuna padece de outra grave ameaa neste exato momento, j que impossvel dissociar o vnculo entre o avano do desmatamento e o intenso fogo que consome a Amaznia neste ms de agosto. Em Rondnia, o cenrio no diferente. Segundo dados de satlites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Rondnia o quinto estado que mais teve focos de queimada este ano no pas: 5.533. Nos primeiros lugares esto Mato Grosso, Par, Amazonas e Tocantins.

Os dados da instituio cientfica mostram ainda que o nmero de focos no Brasil este ano (do primeiro dia de janeiro a 19 de agosto), 72.843, j 83% maior que no ano passado. Os maiores crescimentos de 2018 para 2019 estiveram no Mato Grosso do Sul (+ 256%); Par (+ 199%); Acre (+ 196%); e Rondnia (+ 190%).

Comparativo de focos de calor na regio prxima  Terra Indgena Karipuna.Monitoramento das queimadas no entorno da Terra Indgena Karipuna registrou 657 focos de calor nos 21 dias deste ms de agosto Mapa produzido pelo Greenpeace a partir de dados e imagens de satlite do Inpe

O mapa do fogo do dia 1 de agosto at hoje (21), num raio de 20 km de todo o entorno da TI Karipuna, registrou 657 focos de calor. Destes, 34 aconteceram dentro da terra indgena. A situao s no mais grave porque choveu duas vezes na TI nesta semana. Este mapa foi produzido pelo Greenpeace a partir de dados e imagens de satlite do Inpe.

Muitas frentes de destruio

H muito pressionados pela pecuria que cercou seu territrio, especialmente a partir de 2016, os Karipuna tiveram que enfrentar uma onda de invases que culminou na destruio de mais de10 mil hectares de florestae colocou em risco a sobrevivncia do povo. Munidos de muita coragem, lideranas do povo buscaram apoio em organizaes da sociedade civil e, ao longo de 2018, atravessarem o Brasil e o mundo numa longa jornada por justia, passando por Braslia, Nova Iorque e Genebra, onde denunciaram o permanente desrespeito integridade do seu territrio.

Apoiados nas parcerias que constituram, especialmente com o Conselho Indigenista Missionrio (Cimi) e o Greenpeace, os Karipuna reiteradas vezesapresentaram dennciae corroboraram com informaes relevantes para que a PF e o MPF chegassem aos autores do processo de grilagem. Segundo as investigaes, os criminosos grilavam o territrio por meio de uma associao de produtores rurais e da empresa de georreferenciamento Amazon Gel, que juntas prometiam a regularizao dos lotes grilados.

Mais do que cumprir o seu dever constitucional, ao investigar, identificar e punir os invasores da Terra Indgena Karipuna, o Estado brasileiro enfrentou queles que em Rondnia, historicamente,burlam o Estado Democrticode Direito, desrespeitam os direitos indgenas e destroem as florestas da regio.

A onda de fogo que varre boa parte da Amaznia e as invases recorrentes em terras indgenas e unidades de conservao ambiental explicitam a urgente necessidade de que todos os dias os criminosos que ali atuam sejam lembrados que somos um pas democrtico e plural, e que no ser tolerada a barbrie, seja ela poltica ou econmica.

Todos os Olhos na Amaznia

A Associao Indgena do Povo Karipuna Abytucu Apoika, o Greenpeace e o Cimi fazem parte da coaliso Todos os Olhos na Amaznia, que apoia a luta de povos indgenas e comunidades tradicionais pela conservao de suas florestas.

http://www.neomondo.org.br/

Fonte

Deixar uma resposta